Consultoria para quê

Depois de 20 anos atuando em projetos de consultoria, posso afirmar que a contratação de um consultor tem muito valor. Como explicar isso para quem questiona essa afirmação? Ou como facilitar o entendimento daqueles que intuem as vantagens, porém não sabem como argumentar sobre elas? E mesmo como apoiar a decisão de contratação…

Podemos abordar esse tema sob diferentes perspectivas. Dependendo da mentalidade de cada um, pode ser mais fácil compreender de um modo ou de outro. Portanto, sem querer ser professoral, me obrigo a tentar abranger o máximo de indivíduos. Assim, a seguir, listo quatro diferentes visões sobre as vantagens da consultoria:

  1. Mecânica: a intervenção no sistema organizacional, criando, eliminando ou mudando elementos, ajuda a solucionar problemas e a progredir, de um patamar menos eficiente, para outro mais eficiente.
  2. Econômica: o investimento no tempo, experiência, ideias e energia dos consultores traz um retorno sobre os ativos – mais vendas, maior receita, mais produtividade, menos gastos, menores perdas, menos dispersão.
  3. Sócio-cultural: a experiência de ter o consultor junto com a equipe mobiliza, motiva e engaja as pessoas para mudarem comportamentos e desenvolverem suas atividades com mais qualidade.
  4. Educacional: o aprendizado daqueles que participaram do projeto, interagindo com o consultor, garante uma nova capacidade cognitiva, para análise e solução de problemas, para o entendimento das situações e para lideram praticamente com elas.

Desde já, saibamos que não interessa gastar um centavo com pseudo-consultores. Seja qual for o motivo, procure um consultor de verdade, não o pessoal que está desempregado e, talvez por constrangimento, faz um cartão e diz que presta consultoria.

Como discernir? Às vezes não basta comparar experiências, background, histórico de projetos. Há muitos atributos subjetivos que são difíceis de serem descritos, mas que compõem o conjunto de características de um bom consultor. Posso sugerir que ele inspira confiança pela sua naturalidade, sem exageros e sem formalismos. Ao invés de tergiversar mencionando modismos e “técnicas”, provavelmente vai lhe escutar com muita atenção e tentar entender como poderia lhe ajudar. Talvez seja uma daquelas coisas que a gente pode não saber definir com clareza, mas quando vê, constata que é.

—-

Ou seja, se precisar de ajuda, não hesite em contratar (boa) consultoria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s