Quando as perdas somam

 

Ao final do ano acho que todos tendemos a imaginar o que conquistamos e também o que queremos adquirir no próximo. O lugar comum é inventariar ganhos e, se possível, chegar a uma soma positiva deles sobre as perdas. Mas as perdas podem ser igualmente boas. Não se trata aqui de elogiar os fracassos como lições e oportunidades de aprendizado. Isto é certo, mas não é do que quero tratar hoje. Refiro-me agora ao fato de que algumas coisas que deixamos para trás servem como regozijo. Há casos em que perder é ganhar.

Sabe aquela limitação que foi superada? Sabe aquele medo que ficou no passado? Essas e outras são pedras pesadas que, caso tenhamos soltado no caminho, propiciam uma velocidade maior. Além da leveza em si! Quer maior agrado do que se sentir mais sereno?

Pedras pesadas não são inúteis. Ajudam a fortalecer a musculatura. Carregá-las durante um tempo não vai matar ninguém. Na realidade, normalmente torna a pessoa mais capaz. O peso lembra da gravidade… A vida tem disso, melhor integrar essa verdade do que dela fugir. (Os antigos romanos tinham até um nome para isso, gravitas, a virtude dos homens sérios e responsáveis.)

Contudo, será necessário levar para sempre o haltere que lhe deu mais força?  Pode até ser que ainda não seja o momento de passar adiante. Mas pode ser que seja.

Discernir sobre o que não tem mais valor e precisa ficar no passado; desapegar-se e aceitar-se diferente, numa outra fase; podem ser as melhores conquistas de um ano. Há certos traumas, mágoas, rancores que deveriam ser deixados ao leo.

Não creio que essas experiências sejam necessariamente ruins, pois pode ser que tenham sido úteis para compreender coisas, sobre as pessoas e sobre si mesmo. Às vezes, esses incômodos interiores são mais proveitosos do que se imagina. Mas serão eternamente?

Então eu o convido, leitor amigo, a refletir sobre o que este ano de 2017 lhe ajudou a perder. Quem sabe, ademais daquilo que adquiriu, as perdas não tenham se tornado soma ao invés de subtração?

—-

Deixar coisas para trás é também uma forma de vitória.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s