A liderança em escritórios de serviços profissionais

Embora o termo liderança seja pouco utilizado no ambiente dos serviços intensivos em conhecimento – o que está na moda é falar de redes, colaboração, governança etc. – sua manifestação é evidente. Sempre vamos ver uma ou mais pessoas influenciando o comportamento de outras. Trata-se de um fenômeno das relações humanas. Portanto, aonde quer que haja pessoas fazendo coisas juntas, haverá liderança.

Laura Empson e Ann Langley* apresentam o tema do seguinte modo: há três recursos principais de influência que se aplicam em três níveis diferentes, do mais pontual ao mais amplo. Deste modelo surge um conjunto de nove mecanismos de liderança estudados por eles em escritórios de serviços profissionais.

Os recursos de influência são:

  • Professional Expertise ou, numa tradução livre, Conhecimento Especializado. Refere-se ao repertório técnico que o profissional detém e que faz dele uma referência para os que se desenvolvem na profissão.
  • Interação Política (sim, há muita política nas organizações profissionais). Aqui é onde a liderança é mais tácita que explícita, sutil e quase imperceptível, o que não significa que não ocorra.
  • Personal Embodiment que, penso, pode ser traduzido como Assumir o Papel. É quando o líder é a personificação dos valores do negócio, partindo de algo como “vestir a camisa” e, daí, servindo de exemplo para os demais.

E eis os níveis de aplicação:

  • Individual ou de grupo, quando o líder atua diretamente com um profissional tête-à-tête, como diriam os franceses, ou quando está coordenando um time de trabalho.
  • Organizacional, numa atuação como gestor, tenha-se ou não um cargo, com esta ou outra nomenclatura, tomando decisões de programação e alocação de recursos.
  • Estratégico. Neste nível a liderança é bem ampla, influenciando o negócio como um todo.

Deste cruzamento matricial 3×3 nascem os nove mecanismos identificados pelos pesquisadores. Nos próximos posts vamos ver cada um deles em maior detalhe. Acompanhe.

—-

Se não gostar do termo liderança faça como eu fiz neste texto, use a palavra influência. Dá no mesmo. Só não perca tempo como muitos que insistem em ver as organizações sem hierarquia alguma. A hierarquia pode ser implícita, mas sempre está presente.

*The Oxford Handbook of Professional Services Firms

Anúncios

1 comentário

  1. Excelente artigo! Optamos às vezes por seguir a moda, ao perigoso custo de abandonar a percepção da realidade. Liderança é um fenômeno natural.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s