Propósito do serviço

Está na moda o tema do propósito. Bem, talvez a palavra esteja na moda, pois o assunto é atemporal. Se outrora trabalhávamos essa ideia através das reflexões sobre negócio, missão e visão, hoje todo mundo fala sobre o golden circle do Sinek. Seja como for, o assunto é de fundamental importância.

Quase todos os grandes pensadores trataram disso, em diferentes áreas do conhecimento. No mundo business, lembro de Drucker, Mintzberg, Patel, Covey, Maister, entre tantos outros. Ter clareza sobre nosso negócio e nossa missão serve não somente para ter um belo quadro com dizeres poéticos na parede, mas sobretudo para desenvolver estratégias, além de orientar o comportamento cotidiano das pessoas.

Costumamos desenvolver este tema na GrandiGaray quando ajudamos nossos clientes a construir e/ou revisar a Identidade do negócio. Aplicamos 10 itens para completar o trabalho: negócio e missão; posicionamento; diferenciais competitivos; proposta de valor; imagem e reputação; prestígio dos profissionais; gestão do conhecimento; cultura e valores; gestão do lucro; e visão de futuro. Dá trabalho, mas vale à pena. Os sócios terminam um exercício assim – depois de vários encontros – com muita clareza sobre de onde vêm, quem são, para onde vão.

Viktor Frankl, no seu livro In Search of Meaning, dá uma aula sobre a necessidade que o ser humano tem de ter um significado maior para a vida. Sem cair totalmente no terreno da psicologia, é ou não é fácil de entender que precisamos de um sentido para as coisas que fazemos? Afinal, quem quer chegar aos 80 anos de idade e duvidar se a vida valeu à pena? Ou então, já na próxima sexta-feira à tarde, e questionar se a semana valeu?

Acho que um modo simples de entender se o que estamos fazendo atende ou não a um significado maior é refletir sobre a nossa contribuição. Estamos realmente ajudando? Estamos fazendo a diferença? O que aconteceria se o nosso serviço não existisse? O impacto que causamos na vida das pessoas e das organizações é que indica o sentido do nosso trabalho. Aliás, o verbo “servir” significa justamente isso, não?

O propósito (ou a missão, ou o porquê) serve para você e sua equipe saberem se estão ajudando de verdade. Ajudando os clientes, sabendo o valor dos seus serviços. E ajudando a si mesmos, sabendo que o seu tempo não passa em vão.

—-

Para definir a missão do escritório gosto de trabalhar com duas perguntas de estímulo: Por que estamos neste negócio? E para quê? A primeira pergunta responde à motivação dos profissionais e a segunda sintetiza o interesse dos clientes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s