Como a água

Lembro de um filme do Bruce Lee em que ele ensinava um discípulo a ser adaptável como a sombra ao corpo. Diante das diferentes situações, temos de responder com agilidade e inteligência. Acho que a água é outra precisa metáfora para a ideia, já que, além de se adaptar facilmente ao recipiente que a contém, não perde sua natureza; mantém sua substância, continua sendo água.

Mudar e ser flexível para atender as diferentes circunstâncias pode ser difícil para pessoas mais rígidas ou apegadas. Há o caso contrário também, daqueles que têm dificuldade em preservar conquistas e alguma continuidade. Para os primeiros, há inércia; para os outros, instabilidade. São duas forças contrárias e complementares que acometem a todos na vida. Senti-las é inevitável, mas submeter-se e sofrer seus efeitos sem domínio pode atrapalhar um bocado…

Seja como for, um profissional do conhecimento tem como harmonizar este “yin e yang” tendo como referência o seu estilo de vida. Todos podemos (e devemos) ser tolerantes às situações que não são aprazíveis, agradáveis. Pois é da vida, não? Mas justamente quando o modo de viver a vida é aviltado sentimo-nos angustiados. Por quê? Ora, porque isso nos impede de sermos quem somos! Quando as circunstâncias nos tolhem a expressividade ou desviam nossa autenticidade, aí está o limite. Adaptar-se, sim, perder a identidade, nunca.

Quando o recipiente está demasiado sujo, pode escurecer a água. Este é o sinal para uma mudança mais radical.

É possível atender clientes de diferentes temperamentos, mas só aqueles que valorizam nosso trabalho. É possível integrar pessoas à equipe com diferentes personalidades, mas não aquelas que não querem estar no time; é possível inovar o negócio, mas sempre preservando sua essência. É possível quase tudo, enfim, mas “quase” não é “tudo”.

Conheça seus princípios e respeite sua individualidade. Seja flexível com as formas, não abra mão da substância. Na medida em que o tempo passa, deixamos um rastro (carreira) de eventos e experiência, de sucessos e erros, de aprendizados e conquistas, de dores e risos. Tudo com a máxima dignidade.

—-

Seja como a água: adapta-se às circunstâncias com agilidade e sem apegos. Mas nunca se esqueça quem você é.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s