O valor do intangível

Dizia Saint-Exupéry que o essencial é invisível aos olhos. Se bem que esta frase é muito mais ampla e profunda que uma mera reflexão profissional, também podemos aplicá-la para entender o valor dos intangíveis nos negócios.

Em serviços profissionais e tecnológicos o principal ativo da organização é conhecimento, criatividade, relações, experiência ou algum tipo de especialização técnica. Todos intangíveis. Todas expressões invisíveis da inteligência humana. Que é invisível, mas não precisa ser rara…

Para este período pós-industrial, como denominam alguns economistas, o mais rico recurso é a inteligência. Não investir nela é um erro estratégico, além de desumano.

Os talentos que temos em nossos escritórios, agências e empresas, são nossa maior vantagem competitiva. Valorizar as pessoas é o primeiro ato para a vantagem competitiva.

Também precisamos compreender o que significam os clientes. Ademais da fonte de receita, cada cliente é uma fonte de mais conhecimento e experiência. Além disso, os clientes são os que validam a nossa própria inteligência.

E quando temos claro o que o negócio tem a oferecer, sua proposta de valor, podemos integrar isso tudo numa identidade coerente que se fortalece na medida em que mais desenvolvemos nossas pessoas e nossos clientes. O intangível passa a ser visto.

A inteligência só é invisível para quem não a materializou. Quando surgem seus frutos, ela pode ser inferida. Talentos, clientes, marca, são produtos tangíveis de um recurso intangível. Para que seja menos invisível precisamos dedicar tempo para consolidar seu potencial na forma de conceitos, técnicas, métodos, modelos práticos de trabalho. Isso serve para advogados, arquitetos, engenheiros, desenvolveres de software, designers e publicitários, entre tantos outros profissionais do conhecimento.

Se você não investir na maior vantagem competitiva do século XXI, vai ficar em desvantagem. Assim de simples.

—-

A inteligência é mesmo coisa rara hoje em dia? Eu mesmo escrevi um livro intitulado Manifesto contra a burrice, mas se a burrice pode estar presente em alguns lugares é por falta de cultivo da inteligência. Temos de lutar, cada qual, contra nossa potencial burrice. E o melhor modo é valorizar o intangível.

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s