Gestão de escritórios de advocacia: finanças

Os serviços profissionais são naturalmente lucrativos, se o seu não for, tem algo errado. Mas veja, há uma diferença entre lucratividade e faturamento; bem como não é o mesmo falar de rentabilidade e de liquidez. Conceitos básicos, porém pouco compreendidos por muitos sócios, não é mesmo?

Lucratividade não é sinônimo de lucro. Lucro é o que sobra como resultado da receita total menos o total de gastos. Já lucratividade diz respeito à razão (ou percentual, se preferir um denominador centesimal) entre os honorários e o custo total para prestação do serviço. Logo, seus serviços podem ser lucrativos e, no entanto, o escritório não “dar lucro”. Neste caso, a questão é simplesmente conseguir mais alguns contratos e isso já assunto de marketing. Outra possibilidade é você estar com custos fixos que não contribuem em nada para o seu cliente. São as chamadas despesas. Corte-as.

Por outro lado, se os seus serviços não são lucrativos, reveja o seu conjunto, ele pode estar “commoditizado”. Talvez você esteja buscando trabalhar com ações de massa, que são mesmo pouco lucrativas em geral. É que neste caso o modelo de negócios privilegia o volume. Assim, com escala, mesmo o produto sendo pouco lucrativo é possível ter lucro no final do ano.

Minha recomendação é, em geral, perguntar-se primeiro qual a identidade que se quer para o escritório. Se a ideia é trabalhar com uma banca de profissionais experientes, altamente qualificados, não parece lógico buscar volume. Ao contrário, se você pretende uma alavancagem grande por sócio – grande número de profissionais jovens para cada sócio sênior – então o melhor mesmo é produtizar ao máximo.

E rentabilidade e liquidez? Rentabilidade é um índice calculado entre a receita e alguma outra coisa. Assim, podemos verificar a rentabilidade por advogado, a rentabilidade por contrato, a rentabilidade por tipo de cliente etc. e etc. É muito útil para avaliar a saúde da carteira de clientes, a produtividade dos profissionais e a capacidade que os sócios têm de gerar novos negócios. A liquidez é simplesmente a capacidade de quitar débitos. Há muitas variantes, mas na prática é basicamente o quanto se tem de dinheiro em caixa.

Tudo meio simplificado, talvez em demasia, mas é para caber num texto curto como estes do blog. Se você tem maior interesse no tema, fique à vontade para perguntar.

—-

Detalhe: a lucratividade pode ser aumentada. Este é, sem dúvida, o “pulo do gato”. Dica: tem a ver com a intensidade de conhecimento do seu negócio.

Mas meu negócio é um escritório de serviços profissionais, intensivo em conhecimento por definição! Por isso afirmei na primeira frase que deveria ser lucrativo.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s