Como dizia Píndaro

O primeiro raio. Quando nasce o dia é o primeiro raio que faz romper as trevas. É a vontade. Supera as limitações da escuridão.

No homem, é sua virilidade. Uma força espiritual e toda inventiva, capaz de desfrutar dos meandros dos caminhos impossíveis. Faz possíveis os impossibilitados pela sorte sua, deveras calma, constante, sempre em frente, determinada, cortante. A vontade é força maior.

Desde os mestres antigos, pelos exemplos de Alexandre, César e Napoleão, passando por Schopenhauer e todo filósofo, poeta e místico que se queira como exemplo do triunfo, eis a verdade: é a vontade a soberana.

Como traduzi-la em conduta? Em primeiro lugar, atrevendo-se a ser quem se é. E para isso, há que se desprender do maior inimigo dela. Não é a inércia, posto que é um efeito secundário. Não é a hesitação, posto que é sua sombra. O maior inimigo é o medo. Ele deve ser atacado, violentado. Ele é o brasão inconteste do demônio que apaga a chance do primeiro raio levantar. Então, é contra ele que desferimos não o primeiro golpe, mas o golpe zero. Antes de tudo, morte ao medo! Serve-te inteiramente do teu próprio ser e vai em fundo, em profundo. Busca toda a natureza interior que é só tua. Não receia. És homem, e a maior conquista é saber-se único, original e exclusivo. Daí em diante, é mais descoberta. Mais aprendizado. Mas tudo advém daí. Vencer o medo é ver-se como se é.

—-

Dizia Píndaro, o poeta e guerreiro grego: torna-te quem és.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s